Intervenção EMEL e abate de árvores (?) na Praça Pasteur [Em Resolução?]

Screen Shot 05-20-17 at 10.57 PM

Considerando a monofolha distribuída, hoje, com o intuito de informar os residentes e transeuntes das obras previstas para o “Logradouro da Praça Pasteur”, e atendendo à informação não oficial partilhada pelos técnicos da EMEL presentes no local, o colectivo de moradores “Vizinhos do Areeiro”, segundo o Despacho 60/P/2012 que prescreve que “o abate de árvores SÓ pode resultar de necessidade fitossanitária ou risco grave para a segurança por falta de resistência mecânica, determinadas por técnico competente”, vem indagar:
1) se algum técnico competente ou, excepcionalmente, o Presidente da Câmara autorizou o abate de árvores naquele local;
2) se existe relatório fitossanitário que sustente o referido abate (recordamos que estes relatórios são públicos);
3) porque é que não existe, no local, nenhum aviso prévio (que obriga a duas semanas de antecedência)
Assim, os subscritores apresentam uma reclamação por estas eventuais (?) inconformidades à Junta de Freguesia do Areeiro e ao gabinete do Vereador dos Espaços Verdes.

Subscrevem

Rui Martins
João J Martins
Fernando Anjos
António Oliveira Costa
Vitor Manuel Teixeira
Beleza Barreiros
Anabela Nunes
Manuela Viegas
Luisa Pico Costa
José João Leiria-Ralha
Maria Martins da Silva
Maria Concepcion
Emilio Santos Pinto
Renata Chaleira
Vasco Ribeiro
Mariana Fernandes
Irene Vieira
Leonilde Ferreira Viegas
Luís Pereira Dos Reis
Susana Beirão
Jorge Azevedo Correia
Maria João Morgado
Carlos Augusto
Jacinto Manuel Apostolo
Victor Ribeiro
Luis Seguro
Maria Julieta Mendes Martins
Carla Sofia Duarte
Ana Teresa Mota
Patrícia Matos Palma
Nuno Domingos
Pedro Gomez
Nuno Dinis Cortiços
Teresa Sarmento
Cristina Leal
Elvina Maria Reis Rosa
Ines Pintado Maury
Cristina Milagre
Rogério Martins
Rui Moura
Irene Coelho
Eva Falcão
Suzete Reis
Rita Dias Costa
Pedro Paulouro
Pedro Costa Pinto
Sandra Carvalho
Inês Gomes Beirão
Manuel Jesus
Maria Deus Carrilho Lousa
John Burney
Ana Marta Carreira
Pedro Ventura
João Ribafeita
Gloria Morales Delos Rios
Ana Luisa Respício
Mensagem enviada a 22.05.2017

“Uma adenda: o abate de árvores resulta de uma interpretação do folheto distribuído aos moradores (onde se desenha estacionamento existem, hoje, árvores e canteiros)
Queiram, p.f, confirmar que se trata de uma interpretação correcta ou se, pelo contrário, se trata de um erro do projecto impresso no folheto.”

Actualização de 23.05.2017:
Segundo informações não oficiais as situações aqui descritas estariam resolvidas ou em vias de resolução: o abate de árvores já não vai ter lugar (como se presumia do folheto) havendo apenas a remoção de dois troncos de árvores mortes no plano de intervenção neste logradouro.
Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s